Dicas de Como Negociar suas Dívidas
dicas financeiras

Dicas de Como Negociar suas Dívidas

4 min de leitura

Antes de mais nada, é necessário saber quais são as suas dívidas e seus respectivos valores. É comum que, quando a pessoa está passando por um momento difícil, fique com medo ou vergonha e deixe de acompanhar a sua situação financeira.

No entanto, para negociar suas dívidas é necessário saber todos os seus detalhes: o que foi adquirido, qual o valor, a data de compra, se foi à vista ou parcelado, qual a taxa de juros cobrada, se há multas além dos juros, entre outros.

Pesquise soluções

Antes de fazer a sua proposta de pagamento para as instituições para as quais deve, pesquise bastante para entender se há uma melhor forma de fazer essa quitação. Por exemplo:

  • Pagando uma dívida parcelada à vista você consegue se livrar de alguma multa?
  • Se não conseguir pagar todas as parcelas de uma vez, mas der uma boa entrada, a taxa de juros diminui?
  • Renegociando o prazo você consegue alguma vantagem?

Isso é importante para você saber quais são suas opções e, dessa forma, conseguir argumentar com a instituição, de forma a garantir que conseguirá a melhor opção para você e para a sua realidade.

Negocie com as instituições

Chegou o momento de falar com as instituições para as quais você deve. Nessa hora, tenha em mão todas as informações coletadas dos tópicos anteriores, porque assim será possível responder de prontidão às perguntas ou propostas feitas.

Lembre-se: para a instituição, é interessante que você quite a dívida — principalmente se esta for de valor mais elevado, como um financiamento —, então tenha paciência, apresente seu lado e tente chegar a um acordo razoável.

Frequentemente, as instituições cedem em algum ponto e você termina o contato com uma dívida menor. Muitas pessoas acabam pagando valores absurdos de juros porque não conversam com a instituição e, dessa forma, apenas aceitam o que foi previamente imposto — e, em geral, este valor já tem uma margem grande, muito maior do que o que é realmente devido.

Conte com auxílio

Depois de negociar a sua dívida com a instituição, você precisa garantir que conseguirá arcar com o novo acordo. Por isso, é necessário que, caso o valor seja refinanciado, as parcelas caibam no seu orçamento.

Mas caso a instituição faça uma oferta imperdível, com um grande desconto para pagamento à vista, você pode considerar a contratação de alguma modalidade de crédito mais barata. Perante à instituição para quem devia você está adimplente e isso certamente facilita o seu processo de busca pelo nome limpo.

Considerando esse cenário, o empréstimo consignado é uma ótima opção. Com uma das menores taxas do mercado e de rápida e fácil contratação, é ideal para esse tipo de situação, que exige agilidade e comprometimento.

Ao contratar o consignado para quitar suas dívidas, você continua pagando o que deve, mas à outra instituição — ou seja, não está mais “no negativo” para os olhos dos credores originais. Assim, eles tiram seu nome dos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa, tão logo a negociação seja feita e o pagamento seja realizado (em sua integridade ou a quitação das primeiras parcelas).

Aprendeu como negociar dívidas? Ficou interessado na solução do consignado? Então confira agora como ele funciona e entenda por que é uma das melhores opções!


Precisando de um empréstimo? Escolha o melhor.

O empréstimo PB Consignado do Paraná Banco é rápido, seguro e fácil de pagar. Experimente!

Clique aqui e faça a simulação

Inscreva-se para receber novidades